Posted by José Luiz Jorge | maio - 11 - 2017 | 0 Comment

O uso do “feeling”, ou seja da intuição, do sentimento no trabalho com cavalos, é um tema que eu insisto demais nos cursos e clinicas do Rancho, porque ele é um dos pilares do Horsemanship.

Isto é buscar ver o mundo do ponto de vista do Cavalo, sentir o que o cavalo sente, e assim se antecipar a situações e a respostas naturais deles, dando o conforto, o alívio que ele precisa sentir quando está ao nosso lado ou trabalhando com a gente no dia-a-dia, no lazer e ou nas pistas.

Esse é um dos motivos pelos quais eu penso que vender cursos em vídeo não resolve nada porque não dá para ensinar a usar o feeling sem sentir isso na pele, na prática, e tenho isso como um diferencial da nossa abordagem aqui, justamente vivenciar essa linguagem.

O experiente cowboy Lester Buckley, que nasceu em Alpine, no sul do Texas,  participou de várias clinicas com o Mestre Ray Hunt, depois de uma vida qualificando-se para iniciar e reabilitar cavalos no Texas (King Ranch) e com Parker no seu rancho no Hawai, onde mora hoje, tem ministrado clinicas em vários locais sobre a reabilitação de cavalos com traumas e problemas de manejo, brinda a todos com um texto publicado na revista norte-americana “Western Horseman” sobre como ler a emoção do cavalo a partir da conformação dos seus olhos. Achei genial, porque ajuda simbolicamente nesta leitura sobre tendência de comportamento de cada cavalo.

Este artigo está baseado em alguns de seus ensinamentos e dá dicas para “ler” o cavalo a partir do que eles nos dizem com seu olhar.

Há um velho provérbio inglês diz que “os olhos são a janela da alma”, e o cavaleiro havaiano Lester Buckley coloca isso na frente, na hora de avaliar um Cavalo. “Os olhos dos cavalos são construídos praticamente do mesmo jeito, exceto a pigmentação que varia,” diz Buckley. “É o tecido ao redor dos olhos que expressa as emoções, como o quadro em uma foto. A ponte do nariz do cavalo e o tecido ao redor dos olhos são indicadores de sua atitude e o refinamento na linhagem do cavalo; Portanto, eles indicam que tipo de líder ou cavaleiro ele precisa”.

Com mais de 45 anos de experiência a partir da iniciação de potros — incluindo o trabalho no King Ranch no Texas e o rancho de Parker no Havaí — Buckley viu uma grande quota de cavalos. A primeira impressão que ele recebe de um cavalo, geralmente diz-lhe que tipo de cavaleiro com qual cavalo será bem sucedido em seu trabalho, seja na fazenda ou na arena.

“Existem dois tipos de de cavalos que precisam de um piloto experiente. O primeiro é altamente inseguro mas talentoso, e ele precisa ser contido pelo piloto,”ele diz. “O outro é altamente confiante e talentoso, e precisa de um líder hábil e confiante porque ele vai tirar partido das situações. Por diferentes razões, esses tipos de cavalos precisam de lideranças fortes e claras”, porém com características diferentes.

“Os cavalos não-complicados podem ser trabalhados com por um cavaleiro que não é um líder mais forte, mas meio que aponta o cavalo na direção certa e então permite o cavalo de ir lá. A maioria das pessoas precisa do cavalo macio, fácil que não vai desafiar o piloto”.

Aqui, Buckley classifica os cavalos em quatro tipos de personalidade, baseados nas pistas que ele vê em seus olhos…

  1. O cavalo “livro aberto”

Dos competidores de cavalo para provas de apartação ou os cavaleiros que buscam cavalo para lazer no fim de semana, a maioria dos proprietários de cavalo quer um parceiro que é fácil de trabalhar. O cavalo perfeito para um piloto inexperiente tem um tipo de olhar dócil ” tipo vaquinha cinderela” do olho redondo, aberto e gentil.

Buckley disse que o cavalo não-complicado anuncia sua atitude de disposto.

O olhar deste castrado Colorado do RSM é o de um cavalo disposto a agradar seu cavaleiro. 
A expressão é “ sou caloroso, amigável e confiante, diz-se do cavalo na foto nesta página. “O olho dele exibe o tipo de cavalo que atrai as pessoas.”

“O olho aberto, redondo, com pouca ou nenhuma ruga em torno dele, é um exemplo de um cavalo que não me preocupo muito. O cavalo é receptivo para o que está acontecendo, não mostra muito medo e aceita qualquer desafio que o piloto” coloca Buckley.

“Neles não há nenhum filtro ou ocultação, são cavalos com atitude transparente” ele diz. “Ele vai fazer alguma coisa para você porque ele automaticamente quer agradá-lo e se darão bem.” Este tipo de cavalo é ideal para muitos cavaleiros.

“A maioria dos cavalos criados para competir são o tipo que o cavaleiro precisa ser ágil e claro em decidir quanta pressão é colocada sobre o cavalo e quando a calma. É como dirigir um carro esportivo, em oposição a um caminhão — é mais sensível, “ele explica. “Com um cavalo mais aberto como esse, você pode continuar ou parar e dentro da razão o cavalo vai ser bom com você.

“Se você está procurando algo para trilha, passeio na ou para instilar confiança em um piloto novo ou inexperiente, você quer um cavalo confiante, mas não um que vai passar por você. Procurar um cavalo que vai andar até você no pasto, mas não muito perto e que carrega sua cabeça até nível e não no modo’ alerta’ quando andando. ”

  1. O cavalo de trabalho

A maioria dos cavalos que Buckley classifica em sua categoria de conciliadores são cavalos semi confiantes, mas que pedem uma liderança segura. Muitas vezes, este cavalo tem mais rugas ao redor dos olhos, e a sua forma é oval mais do que o olhar aberto, redondo do cavalo “livro aberto”. Buckley disse que este cavalo é adequado para um piloto mais experiente.

ESQUERDA: Cara do baio é refinada, mas mostra que está alerta, mas não assustada
DIREITA: O olho é redondo, mas tecido acima do olho indica que este cavalo está procurando um líder para que ele não tenha que decidir com o que se preocupar.

“O olho de conciliadores é um que é muitas vezes visto em bons cavalos de trabalho,” ele diz. “Eles são inteligentes, não muito confiantes, mas não excessivamente preocupados, também. É um olho de cavalo normal na medida em que pode expressar as emoções. Muitas vezes, este tipo de cavalo torna-se um cavalo bom de criar laços porque eles não desafiam uma liderança justa.

“O cavalo é um pouco mais preocupado com coisas, é mais inseguro, mas disposto a seguir o piloto. Este Baio [retratado aqui] é como uma criança do sítio que você leva para a cidade: ele olha em volta e está preocupado com o que ele vê. Ele é um pouco chocado e mostra inocente ingenuidade. O cavalo pede que você mostre a ele o que fazer para ser salvo.”

Um olhar mais oval, com requinte através do osso do nariz, indica um cavalo que irá realizar para o cavaleiro, uma vez que lhe é mostrado como fazer o trabalho. Este traço de personalidade aparece quando o cavalo sai da sua zona de conforto e é levado para junto de outras pessoas ou cavalos que ele não conhece.

Com um cavalo que exibe confiança e preocupação, o piloto deve ser o líder e ser capaz de mostrar ao cavalo, o que é esperado dele. Uma vez que este tipo de cavalo compreende seu emprego, Buckley diz que ele torna-se um bom cavalo de trabalho.

  1. O “risco de fuga”

Buckley, diz que tendências recentes de reprodução têm produzido um maior número de cavalos mais quentes mas delicados, e eles se encaixam em sua classificação de “risco de fuga”.

ESQUERDA: No pasto ou na casa de banho, este cavalo tem um olhar ligeiramente alarmado. Sua visão sobre o mundo é um motivo de preocupação, mesmo que ele é um atleta superior. 

 

 

Este cavalo castrado, Estigarribia Mangalarga, é o cavalo mais preocupado que eu tenho, e também, de longe, o mais talentoso. Mas também tenho que segurá-lo junto. Ele é inseguro, e mostra em ansiedade e como ele é excessivamente atento a qualquer coisa — um pássaro voando ou árvore balançando, ou sacola plástica fazendo barulho, ou com objetos ou coisas que se aproximam por cima. Seu olho é muito expressivo e sempre tem o olhar assustado. Ele é amassado na parte superior e inferior, mostrando sua preocupação.

Este tipo de cavalo exibe comportamento inconsistente. Um dia, a insegurança será exibida através de atitude ansiosa ele tentará aproximar-se do treinador tanto quanto possível. No dia seguinte, o cavalo pode ficar de fora, atasado, resistente. Este tipo de cavalo precisa de um treinador forte para lhe dar apoio.

“Um cavaleiro confiante, que sabe como controlar o instinto de fuga através de tranquilidade e não forçar sem necessidade, que saiba respeitar o tempo do cavalo, é necessário para este tipo de cavalo. Buclkey comenta que esse tipo de cavalo “…quer sentir-se seguro, e ele está à procura de que a segurança venha de todos ao redor dele. Ele é preocupado. Se você comprar um cavalo que é desse modo, parece estar sempre no limite, você tem que ser um cavaleiro experiente, altamente confiante para mantê-lo junto. Este cavalo não é para todo mundo.”

Buckley, adverte um comprador em perspectiva de adquirir um cavalo de alto desempenho, “que não pode focar apenas os atributos físicos do cavalo. Olhar mais profundamente como o cavalo age quando está sozinho e obter uma impressão inicial do olho do cavalo, quando está à vontade. O olhar preocupado, temeroso é fácil de identificar”.

Trata-se de ter uma observação holística, integrada, do todo, o cavalo como nós, é corpo físico, mental psicológico e deve-se observar sua atitude como um todo.

  1. O Cavalo líder da manada

A maioria das pessoas do cavalo pode reconhecer que muitos chamam de um “antigo combatente”, eu diria, um cavalo ou égua com perfil alfa.

Como um cavalo, normalmente um mais velho, carrega uma expressão que diz: “Estive lá, foi feito isso.” No entanto, Buckley diz que um cavalo que é reconhecido como um líder confiante, estoico apresenta certas esses traços em idade precoce.

“O meu primeiro instinto com este cavalo é que ele é altamente inteligente, ele está totalmente ciente de tudo o que está acontecendo e não se preocupe com isso.

“Esta égua da foto é a Saga Banco, alfa, veterana, professora, voce ainda hoje a leva ao redondel e ela começa dizendo que não tem interesse no que eu quero que ele faça até que eu me coloque como o líder da manada. Em seguida, ele trabalha comigo, mas não para mim. A forma do seu olho — não redondo, mas mais fechado — anuncia que ele vai desafiar qualquer tipo de liderança forçada. “

Embora a cabeça dele não é tão refinado como que de muitos cavalos de desempenho, os olhos exibem sua inteligência.

“Este animal é o líder em qualquer banda, mas nunca chama a atenção para si,” diz Buckley. “No pasto, ele é passivo quando os outros estão fazendo alarde. Os outros cavalos procuraram nele segurança e liderança. Ele só olha para mim, e isso é só porque mereci.

“Isto não é um cavalo para iniciantes. A cada passo, ele testa o cavaleiro sobre sua autoridade. Ele pode ser bom em primeiro lugar, mas depois de uns 10 ou 15 minutos sem liderança que ela respeita, ela irá chamar o comando para si. Este é um tipo de equino super inteligente e altamente confiante.”

Embora mais adequado para treinadores experientes, um cavalo como este não responderá forçado. Apenas ganhando respeito corretamente o piloto estabelecerá seu papel de liderança.

“O desafio quando à procura de um cavalo é encontrar um cavalo com coragem, como este, mas o conjunto de talento e habilidade do cavalo mais moderno,” diz Buckley. “É um ato de equilíbrio. Quando comprar seu primeiro cavalo, ou comprando um cavalo novo, em geral, estar ciente da linhagem, bem como a atitude do cavalo. Cavalos de hoje são atletas de alta qualidade, mas muitos não têm a coragem necessária para ser uma montaria boa e confiante para um piloto novo.” Concluiu Buckley, dizendo que o objetivo, é trabalhar com o cavalo e se tornar uma equipe.

Estar ciente destes sinais pode ajudar a tomar as decisões certas, para voce trabalhar com um cavalo e manter o cavalo na atitude esperada, se conhecer melhor e saber mais sobre a natureza da sua liderança, ter a maturidade de não se sentir desafiado e errar menos.

Outro Indicador além do Olhar é a posição dos rodamoinhos

Uma outra pista física sobre atitude e comportamento, segundo recente estudo feito na Inglaterra indica que a posição do rodaminho frontal na cabeça fala tudo sobre o temperamento.

Aqui com um plantel razoável, pudemos testar a informação e ela procede. Conheço bem cada cavalo, garanhão, égua ou potro. Sei quem é calmo, mas alerta e ativo, que sabe o que se espera deles – estes tem o rodamoinho centralizado entre os olhos.

Sei os que são do tipo cooperativo, dócil que trabalha para você, não são cavalos de pista nem de alto desempenho – estes tem o rodamoinho abaixo da linha dos olhos.

Sei os que são do tipo assustadiço, vigilante, instável – estes tem o rodamoinho acima do nivel os olhos e não centralizado na cabeça. Procure observar os seus e comente com a gente, a finalidade dessas informações é auxiliar cavalos e cavaleiros a construirem juntos uma relação de sucesso e confiança.

Citações de Buckley foram baseadas em tradução do texto de artigo da revista Western Horseman


Twitter updates

No public Twitter messages.

Sponsors

  • Mangalarga Marchador
  • Revista Horse
  • Selaria Dias
  • Equipe Fusion